fbpx
mídia paga e mídia orgânica

Mídia paga e mídia orgânica — termos também conhecidos como tráfego pago e tráfego orgânico — são estratégias no Marketing Digital capazes de impulsionar suas vendas e/ou obter mais fluxo para o seu site ou blog. 

Todo o resultado depende do investimento e das estratégias criadas de acordo com o objetivo que você deseja alcançar, tornando-o real.

Você sabe qual é a diferença entre esses dois termos? Abaixo, vamos te mostrar as principais características, dicas, vantagens e como funciona cada um deles.

Visão geral sobre o mundo digital

Antes de tudo, vamos ter ideia do que acontece na internet.

Segundo o Internet Live Stats, o mundo digital conta hoje com mais de 4,5 bilhões de usuários (em tempo real) e cerca de 40% da população mundial tem conexão com a internet.

Para se ter ideia, o número de internautas aumentou 10 vezes entre 1999 e 2013. 

mídia paga e mídia orgânica usuários da internet

fonte: Internet Live Stats

E no meio de tantos usuários, o número de pesquisas feitas no Google também são impressionantes, chegando a uma média de 40.000 pesquisas por segundo, ou seja, aproximadamente 3,5 bilhões por dia e 1,2 trilhão de pesquisas por ano em todo o mundo. 

Entendendo os mecanismos de busca e as palavras-chave

Vamos imaginar que você queira comprar um tênis de determinada marca.

A partir daí, você começa a pesquisar na internet os valores, tamanhos, cores e lojas/marcas que vendem aquele produto. Para isso, você, provavelmente, utilizou o Google, Yahoo, Bing ou algum outro meio de buscar essa informação.

Resumindo: mecanismos de buscas são ferramentas usadas para encontrar determinadas palavras-chave pesquisadas pelos usuários na internet.

De acordo com o dicionário Michaelis, palavra-chave significa: 

“Em uma coleção de informações classificadas (arquivos, catálogos, listagens etc.), palavra que permite a identificação dos elementos que se relacionam e que fazem parte da mesma área de interesse.”

Portanto, são termos e expressões que permitem você encontrar um texto que deseja, mesmo se não formular uma frase completa.

Os primeiros conteúdos a aparecerem são os mais relevantes e obedecem a questões técnicas para melhorar o posicionamento no Google.

Os dados da StatCounter mostram que cerca de 92% das pesquisas no mundo são feitas pelo Google.

mídia paga e mídia orgânica - pesquisas do Google

fonte: StatCounter

Já no Brasil, esse número sobe para 96%. 

mídia paga e mídia orgânica - pesquisas do Google Brasil

Mas, no meio de tanta concorrência, como é possível fazer com que o seu conteúdo apareça nas primeiras páginas? 

Qual a diferença entre Mídia Paga e Mídia Orgânica? 

mídia paga e mídia orgânica google

O desejo de conquistar novos clientes e ganhar visibilidade, dependem do seu objetivo, do recurso disponível e da sua urgência.

Para atrair novos consumidores, é necessário que você tenha para onde levá-los. Mas, como você já deve imaginar, existem milhares de outros lugares que estarão competindo com você. 

Entenda, abaixo, os tipos de tráfego:

Mídia Orgânica:

A principal característica é não possuir um custo direto para aumentar o alcance, ou seja, são as visitas conquistadas de maneira espontânea.

Geralmente, esse fluxo é gerado por meio dos mecanismos de buscas e demandam mais tempo para os resultados aparecerem. 

Algumas formas de ter uma boa posição no Google é investindo em técnicas de  SEO (Search Engine Optmization), adotar estratégias de Marketing de Conteúdo e trabalhar manter o relacionamento por meio de E-mail Marketing.

Confira algumas dicas para aumentar o número de visitantes:

– Foco na persona:
Entender a sua persona é entender o que o seu público procura. Quando uma pessoa faz uma pesquisa online, ela espera encontrar algo que resolva o seu problema/dor.

Com isso, então, você consegue compreender suas intenções e criar conteúdos mais direcionados para ela.

– Forneça o mesmo conteúdo em diferentes formatos:
Assim, você consegue adaptá-los para diferentes plataformas. Isso pode ser feito por meio de vídeos, material rico (ex: e-Book, infográficos), etc.

– Use as palavras-chave:
É onde o seu estudo de SEO começa.

Existem dois tipos: long tail (variações da palavra-chave principal) e head tail (buscas mais gerais, com maior concorrência). Cada uma é usada para diferentes propósitos, portanto, faça um estudo das palavras-chave mais relevantes para o seu negócio.

Para isso, você pode fazer uso de algumas ferramentas gratuitas, como o Ubersuggest.

– Utilize técnicas de copywriting:
O título é quem vai fazer o usuário acessar seu conteúdo. Invista tempo em técnicas de escrita e persuasão para aumentar as taxas de cliques.

– Use backlinks:
Dessa forma, é possível conseguir tráfego de referência, que acontece quando um site de grande autoridade faz um link para o seu site. 

Mídia Paga:

Tendo em vista toda a concorrência e a velocidade que tudo acontece nos dias de hoje, investir para aparecer é, sim, necessário.

Diferente do orgânico, a estratégia do tráfego pago consiste no impulsionamento de materiais com o objetivo de gerar visibilidade e aumentar o alcance do seu negócio em tempos mais curtos. 

As ferramentas mais utilizadas são os motores de buscas (Google Ads), Redes sociais (Instagram Ads, Facebook Ads, LinkedIn Ads, Twitter Ads…), compra de mídia em sites parceiros, mídia programática, entre outros.

A grande vantagem do tráfego pago é a possibilidade de segmentação do público, podendo direcionar suas campanhas para suas personas, flexibilidade nos orçamentos (como definição de valor diário e exibição por período de tempo) e a facilidade para medir seus resultados. 

Mas, atenção!

Planeje com cuidado, separe a verba e entenda onde e quais os melhores lugares para investir de acordo com o andamento da sua campanha para evitar gastos desnecessários e otimizar resultados.

Algumas dicas para o seu planejamento de anúncios:

– Seja verdadeiro:
Crie conteúdos relevantes, objetivos, e com informações verdadeiras. Caso contrário, a taxa de rejeição irá aumentar.

– Foco na persona:
Entenda o seu público e suas principais dores para a criação de chamadas atraentes.

– Utilize gatilhos mentais:
Gatilhos mentais são estímulos que contribuem para a tomada de decisão do consumidor. Os mais comuns são: reciprocidade, compromisso e coerência, aprovação social, afeição, autoridade e escassez. 

– Deixe claro suas intenções:
Para que o usuário possa decidir se deve ou não ser direcionado às suas páginas.

Para concluir

Mídia paga e mídia orgânica são estratégias que, quando juntas, aumentam o alcance dos seus conteúdos de maneira considerável.

Porém, é necessário planejar suas ações de marketing para que estejam de acordo com os objetivos que você deseja atingir.

Por exemplo, as ideias utilizadas para o Facebook serão diferentes do LinkedIn, porque possuem finalidades diferentes. 

Entenda, primeiro, como funciona cada plataforma e quais suas principais características para decidir as melhores para as suas campanhas.

O que achou do nosso texto sobre mídia paga e mídia orgânica?

Continue acompanhando nossas redes sociais e o nosso blog para ver mais conteúdos como esse. E se você tiver com dúvidas, entre em contato!

Categories:

No responses yet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Sobre Nós

Seja bem-vindo(a) ao nosso Blog!

Acreditamos na troca de informações e em uma boa comunicação.

Há 13 anos, estamos nessa jornada e te convidamos para participar com a gente, vamos?

Posts | Categoria