fbpx
O que é SEO - pesquisa google

O que é SEO e o quanto ele é importante para o seu site ou blog?

SEO — significa Search Engine Optmization — é uma das principais estratégias de Marketing Digital e consiste em técnicas eficientes para ranquear o seu site nas melhores posições nos mecanismos de busca, além de ter como objetivo atrair potenciais clientes de forma orgânica para o seu site/blog. 

 

O mundo digital está em constante atualização. Todos os dias surge algo no mercado e, por isso, precisamos estar atentos às novas tendências. O Google, por exemplo, está sempre mudando e se adaptando para garantir as melhores experiências aos seus usuários. 

Um conteúdo bem posicionado nos mecanismos de buscas tem muito mais chance de ter mais tráfego orgânico e, consequentemente, mais leads e conversões. Portanto, ter uma boa estratégia de SEO vai ser o seu diferencial em relação aos seus concorrentes, afinal, quem não deseja aparecer nas primeiras páginas do Google, não é verdade?

👉 Clique aqui e entenda o que é tráfego orgânico

Mas, assim como tudo na vida, o SEO também tem suas regras e nós separamos algumas dicas para usar nas suas estratégias.

 

Por que é importante uma boa estratégia de SEO?

Você sabia que o Google possui mais de 1 bilhão de usuários ativos por mês? Pois é! Sempre que surge alguma dúvida sobre qualquer assunto, a nossa primeira iniciativa é perguntar ao Google. 

De acordo com pesquisas, 53,3% de todo o tráfego de um site vem de forma orgânica. Então, ter um bom posicionamento pode ser decisivo para um usuário clicar no seu site ou no da concorrência. 

Existem outros mecanismos de buscas como o Yahoo, Bing, Baidu e Ecosia, mas o Google é o preferido das pessoas e recebe 92% de todo o tráfego orgânico global.

O que é SEO - tráfego orgânico do Google

fonte: StatCounter

 

Para se ter ideia dos links mais procurados, o gráfico abaixo mostra a quantidade de visitas nas páginas do Google. A diferença da primeira para as demais é muito grande!

O que é SEO - gráfico de visitas ao Google

fonte: backlinko

 

As principais vantagens de se trabalhar com esse método são:

  • Aumento do tráfego;
  • Mais autoridade para o seu site;
  • Captação de Leads;
  • Melhoria nas taxas de conversão;
  • ROI positivo.

 

Como funcionam os mecanismos de busca?

Esse processo funciona em 3 etapas:

  • Rastreamento

É onde os robôs (Googlebot) fazem o rastreamento de todo o conteúdo na internet, identificando as novas páginas e atualizações para serem enviadas ao índice de buscador.

  • Indexação

Depois que é feito o rastreamento, o Googlebot analisa essas novas páginas, que vão para os índices de buscadores. 

  • Apresentação das buscas

Por fim, a exibição dos resultados mais relevantes, que ocorre em um índice do Google. Essa relevância é determinada por vários fatores e os principais são: palavra-chave no título e ao longo do texto, tamanho e qualidade do conteúdo, tempo de permanência na página, design responsivo.

 

O que é SEO e quais são as boas práticas de uso?

O que é SEO - mecanismos de busca

Antes de mais nada, o SEO não pode estar de fora da sua estratégia de Marketing Digital. 

Existem duas práticas de SEO:

On Page: são aquelas aplicadas dentro da sua própria página.

Off Page: aplicadas aos componentes fora da sua página, como a obtenção de links de outros lugares que levam até o seu site.

Há uma produção muito alta de conteúdo na internet, ou seja, sempre vai haver demanda para o que está sendo produzido. Todos os dias, há milhares de páginas sendo publicadas, fazendo com que a concorrência aumente. Então como se destacar e aparecer nas primeiras páginas?

A resposta é simples: por meio de técnicas específicas para otimizar seu site, ocupando as primeiras posições e atraindo os seus potenciais clientes. Aqui vão algumas dicas: 

 

1 – Definição de palavras chave: 

Palavras-chave são aquelas expressões que os usuários digitam nos campos de buscas. Pense em termos que sejam bem relacionados ao seu negócio. 

Nessa etapa, é muito importante pensar, também, na jornada de compra, para atraí-lo em cada estágio do funil de vendas.

Existem dois tipos:

Head Tail: são aquelas mais curtas e, normalmente, mais concorridas por representarem algo mais genérico. Em muitas situações é melhor que sejam, pois exigem um alto nível de autoridade das páginas para poder disputá-las. Um exemplo: “Marketing Digital”

Long Tail: são as de cauda longa, no qual se buscam termos mais específicos e direcionados, fazendo com que sejam menos concorridas. Um exemplo: “Marketing Digital para Advogados”

Busque utilizá-las no título, nos intertítulos, na URL e suas variações ao longo do texto.

 

2 – Faça um conteúdo relevante, qualidade e original.

Vá além do superficial. Não existe tamanho ideal para um blog post, mas o Google entende que para bom entendimento do assunto e resolução da dor do usuário, é necessário que se ultrapasse, pelo menos, a marca de 500 palavras. 

E atenção: nunca copie conteúdos! 

 

3 – Conteúdo Escaneável

O seu conteúdo precisa oferecer uma forma fácil dos usuários filtrarem as informações que irão receber. Você pode fazer isso por meio de:

  • parágrafos curtos;
  • Cabeçalhos;
  • Inserção de imagens ou vídeos;
  • Intertítulos; 
  • Uso do negrito, itálico ou sublinhado.

Outra dica importante é ficar atento aos erros de português.

 

4 – Use URLs curtas

O Google prioriza URLs curtas, objetivas e que tenham a palavra-chave inserida. 

Observação importante: nunca troque a URL de um conteúdo antigo se estiver extenso. Se você o fizer, o Google irá entender como um novo conteúdo e todo o histórico será perdido. 

 

5 – Use links internos e externos 

Provavelmente, no seu conteúdo, você não vai conseguir disponibilizar tudo a respeito de um tema e, por isso, é importante oferecer links externos para favorecer a experiência e pesquisa do usuário.

Já os links internos, são importantes, porque o Google busca novas páginas por meio desses links. Você pode optar por jogar para outras abas do seu site, indicando que existem outras páginas que também são relevantes.

 

6 – Texto alternativo nas imagens

Como mostramos anteriormente, utilize imagens ao longo do texto para para auxiliar na escaneabilidade do conteúdo. Dessa forma, todas elas devem ter um texto alternativo, que é a palavra-chave da imagem que ajuda na leitura de tela mostrando o que ela representa.

 

7 – Preze pela boa experiência do usuário

Você pode medir isso pela taxa de rejeição e pelo tempo de carregamento da página. Esses dois fatores influenciam e podem prejudicar muito o ranqueamento, uma vez que o Google entende como experiências negativas e que não possuem muita relevância.

 

E aí? O que achou do conteúdo? Conta pra gente!

Aproveite para começar a colocar em prática tudo o que aprendemos! Continue acompanhando o nosso blog e as nossas redes sociais para ficar sempre atualizado no mundo do Marketing Digital.

Ah, e se você quer saber um pouco mais sobre SEO, confira aqui as tendências de 2021!

Vamos crescer juntos? 

Categories:

No responses yet

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Sobre Nós

Seja bem-vindo(a) ao nosso Blog!

Acreditamos na troca de informações e em uma boa comunicação.

Há 13 anos, estamos nessa jornada e te convidamos para participar com a gente, vamos?

Posts | Categoria